Futebol - Nacional

Rio-São Paulo - 1958

PORTUGUESA DE DESPORTOS (SP) 1 x 5 VASCO DA GAMA (SP) Data: 06/04/1958. Torneio Rio-São Paulo Local: Estádio do Pacaembu / São Paulo Renda: Cr$ 445.100,00 PORTUGUESA DE DESPORTOS (SP) 1 x 5 VASCO DA GAMA (SP) Data: 06/04/1958. Torneio Rio-São Paulo Local: Estádio do Pacaembu / São Paulo Renda: Cr$ 445.100,00 (Foto: www.netvasco.com.br)

Campeão

O Vasco foi o campeão da 10º edição do torneio Rio-São Paulo ocorrido entre os dias 26 de fevereiro e 5 de abril de 1958. O Flamengo foi o vice-campeão do torneio que teve como artilheiro Vavá, do Gigante da Colina.

Campanha

Jogando no estádio do Pacaembu, em São Paulo, o Vasco fez sua primeira partida na competição e acabou sendo derrotado pelo Palmeiras, pelo placar de 4 a 2. Contudo, nos dois jogos seguintes, contra Corinthians e São Paulo, a equipe cruzmaltina conquistou duas vitórias consecutivas, por 3 a 1 e 3 a 2 respectivamente, e se recuperou na competição.

Após esses jogos, a equipe cruzmaltina ainda goleou o Fluminense por 6 a 0, com quatro gols de Vavá, e também venceu o América e o Santos, de Pelé, ambos pelo placar mínimo.

Logo em seguida, o Vasco tinha importantes compromissos contra rivais cariocas. A equipe derrotou o Botafogo por 4 a 2 e conseguiu um empate contra o Flamengo, pelo placar de 1 a 1.

No último e decisivo e decisivo jogo, o Vasco, beneficiados pela derrota do Flamengo para o Corinthians, por 3 a 0, precisava de apenas um empate diante da Portuguesa, que não vinha bem na competição, para levantar o título. Entretanto, o que se viu foi uma atuação de gala vascaína.

Com show de Almir e Vavá, os times foram para o intervalo de jogo com o Vasco vencendo pelo placar de 3 a 0. Já no segundo tempo, cada um dos jogadores citados fez um tento cada, e Ocimar, para a Portuguesa, descontou.

O Jornal dos Sports de 7 de abril de 1958 relatou o jogo da seguinte maneira:

"Os primeiros movimentos da partida deram logo a impressão de uma superioridade nítida do Vasco da Gama. E mal a Portuguesa havia firmado o pé no terreno num fechar de olhos, já havia levado dois gols. Foi uma verdadeira 'blitz'. E, mais uma vez, viu-se em grande destaque este garoto corajoso que é Almir.

Os dois primeiros gols tiveram participação efetiva do pernambucano. No gol inaugural, Almir achou Vavá que fuzilou o goleiro Carlos Alberto. No segundo tento, ele entrou como um raio à frente de Sabará após bom lançamento de Pinga. Em cinco minutos, o Vasco vencia por 2 x 0.

O terceiro gol marcado por Almir foi o mais bonito da peleja. O jovem de 18 anos driblou três defensores e o goleiro. E quando o último zagueiro da Lusa ficou sobre a linha do gol para tentar salvar, Almir apenas rolou a bola no canto esquerdo.

A Portuguesa marcou seu gol de honra por intermédio de Ocimar que encobriu o goleiro Barbosa. Neste momento, a peleja já estava liqüidada e o Vasco vencia por 4 x 0. Antes do apito final do juiz para a comemoração dos cruzmatinos, o Vasco ainda marcou mais um gol através do melhor jogador da partida, o pernambucano Almir, que marcou três dos cinco gols do Vasco e ainda deu um passe com afeto para seu conterrâneo Vavá abrir o marcador."

No dia seguinte, 8 de abril de 1958, o mesmo veículo continuou a falar sobre o título vascaíno:

"Desde domingo, o Torneio Rio-São Paulo, tem novo campeão - e que campeão! Coube, este ano, ao Vasco da Gama levantar o título na brilhante campanha, só mesmo obscurecida por um único resultado negativo, justamente aquele que deu ao Palmeiras, um dos lanternas da tabela, a satisfação de alcançar, talvez, um de seus raros e honrosos triunfos no campeonato.

Campeão de nove batalhas arduamente cumpridas - sete vitórias, um empate e uma derrota acidental- eis como o Vasco se retrata com fidelidade na galeria dos campeões deste torneio que ascendem a oito, de 1950 a 1958.

Pela segunda vez consecutiva, um clube carioca interrompe a série quase dezena de vitórias paulistas, no afã de recuperar para o Rio de Janeiro a hegemonia do football nacional.

Ainda no 'onze' campeão, iremos encontrar os dois extremos do torneio: o mais velho e o mais novo dos cracks que a ele concorreram. Assim, o título de broto pertence ao 'pernambuquinho' Almir, e o de vovô continua em poder de Barbosa".

Fichas dos jogos:

VASCO DA GAMA (RJ) 2 X 4 PALMEIRAS (SP)

Data : 01/03/1958

Torneio Rio-São Paulo

Local : Estádio do Pacaembu / São Paulo

Arbitro : Eunápio De Queiroz

Gols : Almir 12/1º, Vavá 08, Mazzola 25 e 27, Urias 39 e Renato 43/2º

VASCO DA GAMA: Hélio, Paulinho e Viana; Écio, Orlando e Coronel; Sabará, Almir, Vavá, Pinga e Roberto Técnico: Gradim

PALMEIRAS: Edgar, Valdemar Carabina, Édson, Maurinho, Waldemar Fiúme, Dema (Gérsio), Paulinho (Renato), Nardo (Caraballo), Mazzola, Ivan e Urias / Técnico : Oswaldo Brandão

VASCO DA GAMA (RJ) 3 X 1 CORINTHIANS (SP)

Data : 05/03/1958

Torneio Rio-São Paulo

Local : Estádio do Pacaembu / São Paulo (SP)

Arbitro : Eunápio De Queiroz

Gols : Vavá 38, Rubens 13, Vavá (Vasco 19/1º e Índio 36/2º

VASCO DA GAMA: Hélio, Dario e Viana; Écio, Orlando e Coronel; Sabará, Almir, Vavá, Rubens e Pinga / Técnico: Gradim

CORINTIANS: Gilmar, Olavo, Oreco, Idário (Cássio), Walmir, Benedito, Bataglia (Zezé), Luizinho (Rafael), Paulo, Índio e Zague / Técnico : Cláudio

VASCO DA GAMA (RJ) 3 X 2 SÃO PAULO (SP)

Data : 08/03/1958

Torneio Rio-São Paulo

Local : Estádio do Maracanã / Rio De Janeiro (RJ)

Arbitro : Valter Stefan Glanz

Renda: Cr$ 654.644,00

Gols: Almir, Pinga, Vavá, Zizinho, Gino

VASCO DA GAMA: Hélio, Paulinho, Bellini e Coronel; Laerte (Écio) e Orlando; Sabará, Almir, Vavá (Livinho), Rubens e Pinga / Técnico: Gradim

SÃO PAULO: Paulo, De Sordi e Mauro; Dino Sani, Vitor e Riberto; Maurinho, Amauri (Celso), Gino, Zizinho, Canhoteiro e Roberto / Técnico: Bela Guttmann

VASCO DA GAMA (RJ) 6 X 1 FLUMINENSE (RJ)

Data: 13/03/1958

Torneio Rio-São Paulo

Local: Estádio do Maracanã / Rio de Janeiro

Árbitro: Eunápio Gouveia de Queiróz

Público: 35.528 pagantes

Gols: Vavá 27, Rubens 40/1º; Vavá 01, Vavá 15, Róbson 17, Vavá 26, Almir 44/2º

VASCO DA GAMA: Hélio, Paulinho e Bellini; Orlando, Coronel e Écio; Rubens (Roberto Pinto), Sabará, Almir, Vavá (Wilson Moreira) e Pinga / Técnico: Gradim

FLUMINENSE: Víctor Gonzalez, Cacá e Roberto; Jair Santana, Clóvis e Paulo; Breno (Róbson), Telê, Osvaldo (Paulinho), Waldo e Escurinho /Técnico: Sílvio Pirilo

Obs: Maior goleada aplicada pelo Vasco da Gama no Fluminense

VASCO DA GAMA (RJ) 1 X 0 AMÉRICA (RJ)

Data : 19/03/1958

Torneio Rio- São Paulo

Local : Estádio do Maracanã / Rio De Janeiro – RJ)

Árbitro: Amilcar Ferreira

Renda: Cr$ 541.088,00

Gol: Vavá 36 minutos/1º Tempo

Expulsão: Jorge

VASCO DA GAMA: Hélio, Paulinho e Bellini; Écio, Orlando e Coronel; Sabará, Almir, Vavá, Rubens e Pinga (Artoff) / Técnico: Gradim

AMÉRICA: Ari, Jorge e Romeiro; Amaro, Leônidas e Hélio; Canário, Nelsinho (Alarcon), Hilton, João Carlos e Calazans.

VASCO DA GAMA (RJ) 1 X 0 SANTOS (SP)

Data: 22/03/1958

Torneio Rio-São Paulo

Local: Estádio do Maracanã / Rio de Janeiro

Renda: Cr$ 1.126.452,00

Árbitro: João Etzel

Gol: Almir 67

VASCO DA GAMA: Hélio, Paulinho e Bellini (Viana); Écio, Orlando e Coronel; Sabará, Almir, Vavá, Rubens (Roberto) e Quincas (Wilson Moreira) / TécnicO: Gradim

SANTOS: Manga, Fiotti, Ramiro e Dalmo; Urubatão e Zito; Dorval, Jair da Rosa Pinto (Guerra), Pagão (Afonsinho), Pelé e Pepe / Técnico: Lula

VASCO DA GAMA (RJ) 4 X 2 BOTAFOGO (RJ)

Data : 26/03/1958

Torneio Rio São-Paulo

Local : Estádio do Maracanã / Rio de Janeiro

Árbitro: Amilcar Ferreira

Expulsão: Almir e Paulinho

Gols : Almir 24, Écio 28, Pinga 38, Didi 52 , Rubens 57, Quarentinha 65

VASCO DA GAMA: Hélio, Paulinho e Viana; Écio, Orlando e Coronel (Dario); Sabará, Almir, Vavá, Rubens e Pinga (Wilson Moreira) / Técnico: Francisco de Souza Gradim

BOTAFOGO: Amauri, Beto, Tomé e Nilton Santos; Pampolini e Servilio; Garrincha, Didi, Paulinho, Edson e Quarentinha / Técnico: João Saldanha

VASCO DA GAMA (RJ) 1 x 1 FLAMENGO (RJ)

Data: 29/03/1958

Torneio Rio-São Paulo

Local: Estádio do Maracanã / Rio De Janeiro (RJ)

Renda: Cr$ 4.140.891,00

Árbitro: Walter Stefan Glanz

Gols: Rubens 52’ e Luis Carlos 76’

VASCO DA GAMA: Hélio (Barbosa), Paulinho (Dario) e Bellini; Écio, Orlando e Coronel; Sabará, Almir, Vavá, Rubens e Pinga / Técnico: Gradim

FLAMENGO: Fernando, Joubert e Milton Copolilo; Jadir, Dequinha e Jordan; Joel (Babá), Moacir, Henrique, Dida (Luís Carlos) e Zagalo / Técnico: Fleitas Solich

PORTUGUESA DE DESPORTOS (SP) 1 x 5 VASCO DA GAMA (SP)

Data: 06/04/1958

Torneio Rio-São Paulo

Local: Estádio do Pacaembu / São Paulo

Renda: Cr$ 445.100,00

Público: 15.000 (estimado)

Árbitro: Amilcar Ferreira

Gols: Vavá 04, Almir 05 e 26’, Vavá 49, Ocimar 85 e Almir 86

PORTUGUESA DE DESPORTOS: Carlos Alberto, Djalma Santos e Jutz; Mário Ferreira, Hermínio e Odorico; Hélio (Amaral), Ipojucan, Liminha (Alfeu), Ocimar e De Carlo (Servilio) / Técnico: Flávio Costa

VASCO DA GAMA: Barbosa, Dario (Ortunho) e Bellini (Viana); Écio, Orlando (Barbosinha) e Coronel; Sabará, Almir, Vavá, Rubens e Pinga / Técnico: Gradim

Nota: Vasco da Gama campeão do Torneio Rio-São Paulo.


Fonte: http://cacellain.com.br/blog/?p=7833, Só da Vasco da Gama
Atualizado em: 04/04/2018 15h43
Rio-São Paulo

3 títulos ( 1999 1966 1958 )