Curiosidades

O Gol Monumental do Vasco da Gama

Juninho Pernambucano comemorando Juninho Pernambucano comemorando (Foto: Trivia)

Em 1998, Juninho Pernambucano marcou um golaço de falta diante do River Plate (Argentina), no estádio Monumental de Nuñes. O lance foi um dos marcos da conquista da Libertadores desse ano. Era a segunda partida da semifinal da competição. Na primeira, o Vasco da Gama havia vencido por 1 a 0, gol marcado por Donizete.

Jogando em Casa, o River Plate abriu o placar do jogo, O Vasco continuou lutando heroicamente pela classificação. Gallardo perdeu duas oportunidades no primeiro tempo. O Vasco chegou com Luizão, que sofreu um pênalti não marcado pelo árbitro.

Enquanto todos achavam que a disputa iria para os pênaltis, surge a jogada que entraria para a história do Vasco da Gama. Montserrat (jogador do River Plate) comete uma falta em Vagner. Após o juiz anunciar a falta, os jogadores tentaram incomodar o Juninho Pernambucano. Mas aos 37 minutos, chuta a bola de forma impressionante, que faz uma linda curva e entra no ângulo.

Juninho e os seus companheiros comemoraram com euforia o gol histórico que rendeu a classificação para a final diante do Barcelona (Equador). O Monumental de Nuñes ficou perplexo, calado, com a obra de arte do Juninho, enquanto a torcida vascaína festejava.  O lance épico daquela conquista é lembrado em todos os jogos do Vasco, seja em Casa ou Fora, com o refrão: “Contra o River Plate sensacional. Gol do Juninho, Monumental”.


Fonte: Super Vasco, Vaskipedia
Atualizado em: 23/10/2019 15h48